Caminhada Pela Liberdade – Da Serra até ao Mar

Convite aos marienses e visitantes de Sta Maria

CAMINHADA DA LIBERDADE “25 DE ABRIL”
PP: “PICO ALTO-FARROUPO-PRAIA FORMOSA”
(No percurso vamos cantar a “Grândola Vila Morena” )

Numa promoção do “NPA-TR” – G.Velho, CADEP-CN (Clube dos Amigos e Defensores do Património-Cultural e Natural) e Amigos dos Açores, Sta Maria, e inserido nas Comemorações do “25 de abril” em Sta Maria, vai ter lugar, no dia 25 de abril (terça-feira) o Percurso interpretativo acima apontado, aberto a todos os interessados.

Informações sobre o Projeto e o PR:“ “PICO ALTO-FARROUPO-PRAIA FORMOSA”:

Projeto: “Pedestrianismo e Ambiente de mãos dadas”

Lemas: “Caminhar pela saúde e Conviver com alegria”
“Conhecer para amar e valorizar para proteger”

Características gerais do PP:

Grau de dificuldade: Médio
Extensão: cerca de 7 Km
Relevo: Terreno predominantemente a descer, com ligeiros ondulados e algumas planuras.
Áreas especiais: Área protegida para a gestão de habitats ou espécies do Pico Alto; Paisagem Área de Protegida da Praia Formosa.
Tempo aproximado: 3h 30m

Centralidades/Descrição do PP:

Pico Alto (História, flora endémica, fauna e património e dificado): Farroupo:
várias espécies arbóreas da Laurissilva açoriana, como o Pau-branco (Picconia azorica), o Folhado (Viburnum treleasei), a Urze (Erica azorica) a Uva-da-serra (Vaccinium cylindraceum ), assim como as maiores quantidade e porte de Louro (Laurus Azoricus) e de Azevinho (Ilex perado).

Várias aves residentes também serão observadas e ouvidos os seus cantos encantadores, com relevo especial para a nossa Estrelinha-de-Santa Maria, ave endémica da ilha.

Já na travessia do FARROUPO, várias árvores exóticas estão presentes, podendo-se observar, entre outras, eucaliptos, ulmeiros, acácias e vinháticos, com o maior porte que conhecemos na ilha.

No Farroupo, ainda será apreciado algum património edificado como Forno de Cal, palheiros tradicionais de pedra basáltica e de cantaria; casas antigas (já em ruínas), que constituíram este pequeno povoado, uma antiga produção de mel, ainda com cortiços de barro, será também um ponto de interesse a observar neste local.

Atravessado o Farroupo, iniciar-se-á a descida para a PRAIA FORMOSA, através de uma interessante cumeeira que ladeia a Ribeira da Praia e termina no lugar do Jardim. Nessa descida, para além da observação e inalação do perfume de algumas fragantes plantas aromáticas (poejo, nêveda, murta…) desfruta-se de uma visão panorâmica da Praia Formosa sob um ângulo totalmente diferente, o que deliciará os pedestrianistas.

Já na Praia Formosa, a caminho do litoral, será apreciado um dos mais interessantes chafarizes da ilha, e um pouco mais abaixo serão apresentadas ao grupo um resumo das histórias da Ermida da Senhora dos Remédios (conhecida também por Sto Amaro) e do Forte de S.João Batista (o mais antigo dos Açores).
Não fique em casa: Pratique pedestrianismo; faça pela sua saúde; frua um são convívio e conheça melhor o património cultural e natural de Santa Maria, com explicações de um guia.

Nota: Esta atividade está inserida na Campanha Bandeira Azul da Europa para as zonas balneares de Sta Maria, objetivando também a interpretação e divulgação do Parque Natural da ilha, por parte do NPA-Gonçalo Velho e CADEP-CN, na qualidade de Parceiro do Parque.

* José Melo
Coordenador do “NPA-TR” – Gonçalo Velho
CADEP-CN e Amigos dos Açores Sta Maria


Caminhada de Natal “explore Santa Maria”

CONVITE AOS MARIENSES E VISITANTES DE STA MARIA
P.Pedestre – “STA BÁRBARA-SOL NASCENTE: ENTRE A SERRA E O MAR” (Com modificações)
(Englobada no evento “SANTA MARIA EXPLORE-TRAIL RUN” (vetente de lazer-não competitiva)
O NPA-G.Velho em parceria com a Câmara Municipal vão realizar no dia 18 de dezembro (domingo) a 2º atividade da 5º Tempotada do projecto “Pedestrianismo e Ambiente de Mãos dadas”, inserida no programa “EXPLORE SANTA MARIA”.
O PP “Sta Bárbara-Sol Nascente” terá modificações muito interessantes, sendo-lhe dadas as seguintes centralidades:
– Centro da freguesia de Sta Bárbara (Casas típicas, Igreja, Impérios…), Chafariz do Barreiro, Casa Rural Mariense, Panorâmica da Colina Norte de S.Lourenço, Estação LORAN, Paisagem do Tagarete, Lugar do Norte, Meandos e Cascata da Ribeira do Amaro, Lagos, Poço Grande, com regresso ao local da partida. A flora endémica, avifauna e vários aspectos geológicos e geomorfológicos também serão explicados.
Características/informações do PR3-SMA Modificado
– Criação/conceção do PP: CADEP-CN (Ano Letivo 2001/02):
– Tipo de percurso – circular (Começa e acaba no mesmo ponto)
– Distância: 11, 8 Km.
– Grau de dificuldade: Médio (planura predominante, alguns declives suaves e 2 declives mais acentuados)
– Duração aproximada: 3h 30m
NOTA: Atividade englobada no evento “SANTA MARIA EXPLORE-TRAIL RUN” (vetente de lazer-não competitiva), nos programas Bandeira Azul da Europa para as zonas balneares de Sta Maria e no programa ECOfreguesias, ligado à freguesia de Sta Bárbara.
Os participantes vão ser convidados a recolher lixo encontrado ao longo do itinerário, agindo como cidadãos-ecologistas de forma ativa.


Passeio Pedestre “Santo Espírito – Baía do Cura – Lapa – Maia”

Conheça Sta Maria “por dentro”, gratuitamente!

Evento: Percurso Pedestre de Interpretação do Património Cultural e Natural
“Sto Espírito-Baía do Cura-Lapa-Maia”
Projeto: “Pedestrianismo e Ambiente de mãos dadas”
Lema: “Conhecer para amar e Valorizar para proteger”
Promotores: Organização conjunta do NPA-G.Velho (Núcleo de Pedestrianismo e Ambiente do Gonçalo Velho), CADEP-CN (Clube dos Amigos e Defensores do Património-Cultural e Natural) e Amigos dos Açores, Sta Maria
Tipo de atividade: “Pedestrianismo e fruição/interpretação, “in loco”, do património-cultural e natural” de Santa Maria, com guias.
Calendarização: 15 de março (domingo)
Local e horário da concentração: Largo de Santo Espírito – 9h 45m
Descrição do evento: Itinerário de interpretação ambiental e cultural, com guia, aliando-se a prática desportiva (pedestrianismo) ao conhecimento dos diversos valores históricos, faunísticos, geomorfológicos, florísticos e paisagísticos, constantes do percurso.
Público alvo: residentes e visitantes da ilha de Santa Maria
Preço: gratuito


Basquetebol no Grupo Desportivo Gonçalo Velho

Depois de um ano inicial, somente com o escalão Sénior Feminino, os dirigentes e treinadores do Grupo Desportivo Gonçalo Velho, iniciaram o projeto de base de qualquer modalidade, o escalão de minis. 

Tem em conta o inicio do projeto, a adesão segundo os coordenadores da modalidade é muito satisfatória.
Os promotores da modalidade no clube, irão de forma faseada promover o crescimento da modalidade no clube, pois para além dos custos e a escassez de jovens é preferível ir trabalhando bem os escalões mais baixos e só depois ir subindo degrau a degrau.
Como motivação extra para os atletas, tiveram durante esta semana a presença do Prof. San Paio Araújo Diretor técnico para o Mini basquetebol da Federação Portuguesa de Basquetebol. Um mais valia para um trabalho nestes escalões.
PR
BAsquetebol Gonçalo Velho (14) BAsquetebol Gonçalo Velho (16) BAsquetebol Gonçalo Velho (21)

Convocatórias Assembleia Geral do GD Gonçalo Velho

GRUPO DESPORTIVO GONÇALO VELHO
 
Instituição de Utilidade Pública
Despacho D/PG/98/25 de 26 de Março de 1998
Jornal Oficial nº.14 /1ª. Série de 7/ 04 / 98
Fundado em 8 de Junho de 1945
Contribuinte nº. 512036918
Rua Frei Gonçalo Velho
9580 Vila do Porto
 
 
 
Convocatória
 
Nos termos dos nrs.1 dos artigos 27º e 30º em conjugação com o nº.2 do artigo 32º e,
para efeitos do número 1 do artigo 31º dos Estatutos do Grupo Desportivo Gonçalo
Velho, convoco a Assembleia Geral Extraordinária de sócios, que se realizará no
próximo dia 25 de Julho, sexta-feira, na sede do clube sita á rua Frei Gonçalo Velho nº
65 em Vila do Porto, pelas 17 hrs, para a discussão da seguinte ordem de trabalhos:
 
 
1. Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas dos Corpos
Gerentes;
 
2. Outros assuntos de interesse da Associação.
 
 
2ª Convocatória
 
Se à hora marcada não se verificar o quórum suficiente – mais de metade dos sócios
com direito a voto ou seus representantes devidamente credenciados, a Assembleia
Geral reunirá com qualquer número de sócios, meia hora depois, de acordo com o
artigo 29º, nº.1 dos supracitados Estatutos.
 
 
 
 
Vila do Porto, 25 de Junho de 2014

O Presidente da Assembleia Geral

Rui Melo


GRUPO DESPORTIVO GONÇALO VELHO
 
Instituição de Utilidade Pública
Despacho D/PG/98/25 de 26 de Março de 1998
Jornal Oficial nº.14 /1ª. Série de 7/ 04 / 98
Fundado em 8 de Junho de 1945
Contribuinte nº. 512036918
Rua Frei Gonçalo Velho
9580 Vila do Porto
 
 
 
Convocatória
 
Nos termos dos nrs.1 dos artigos 27º e 30º em conjugação com o nº.2 do artigo 32º e,
para efeitos do número 1 do artigo 31º dos Estatutos do Grupo Desportivo Gonçalo
Velho, convoco a Assembleia Geral Extraordinária de sócios, que se realizará no
próximo dia 25 de Julho, sexta-feira, na sede do clube sita á rua Frei Gonçalo Velho nº
65 em Vila do Porto, pelas 17 hrs, para a discussão da seguinte ordem de trabalhos:
 
 
1. Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas dos Corpos
Gerentes;
 
2. Outros assuntos de interesse da Associação.
 
 
 
2ª Convocatória
 
Se à hora marcada não se verificar o quórum suficiente – mais de metade dos sócios
com direito a voto ou seus representantes devidamente credenciados, a Assembleia
Geral reunirá com qualquer número de sócios, meia hora depois, de acordo com o
artigo 29º, nº.1 dos supracitados Estatutos.
 
 
 
 
Vila do Porto, 25 de Junho de 2014

O Presidente da Assembleia Geral

Rui Melo

Gonçalo-Velho